Autor

Minha foto

Arquiteto e Urbanista, sócio fundador do escritório FAUST arquitetura em 2005, trabalhando no mercado de arquitetura, engenharia e design. Graduado pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC em 2004.Pós-graduado em Espaço celebrativo litúrgico e arte-sacra na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia [FAJE].
Assina a autoria de 113 Igrejas, 22 salões paroquiais, 18 centros de evangelização, 5 sedes de ação social e 8 casas paroquiais, em 13 estados, 72 cidades no Brasil e no México. Além disso participou em outros projetos e obras como consultor. Ministra palestras e Cursos em Arquitetura Sacra. Escreve artigos para a revista Paróquias e Casas Religiosas de São Paulo.


CONTATO

arq.Eduardo.Faust | CAU A44041-8 | FAUST arquitetura | CAU 33490-1

■ Cel. whatsapp | 48 | 999779388 EMAIL | contato@eduardofaust.com
SITE | eduardofaust.com
■ FACEBOOK | facebook.com/FAUST.eduardo

sexta-feira, 1 de julho de 2016

■ Cinema e Arquitetura Sacra



Existe uma larga produção que trata do Cristianismo e do Judaísmo no cinema. Alguns diretores aproveitam o tema para utilizar o rico repertório da arquitetura sacra como protagonista no desenvolvimento de suas obras.

Utilizando os conceitos de Bruno Zevi em que a arquitetura é o espaço limitado pela construção, e não a materialidade da obra em si, busquei filmes imersivos em que temos uma noção de como era o uso dos espaços sacros e religiosos.

Organizei a lista por datas em que a história acontece.


_____________________________________________

GLADIADOR - Gladiator [Ridley Scott] 2000 EUA

Apesar de tratar de personagens históricos como Marcus Aurelius e Commodus Antoninus, este filme como um bom blockbuster americano não tenta ser biográfico. Dito isto o grande ponto da obra é a escala do Império Romano, mostra norte da Africa, Itália, Espanha, etc.

O filme não mostra arquitetura sacra especificamente, mas a geografia do Império ajuda a entender as viagens de Paulo e o panorama das origens do Cristianismo.

















_____________________________________________

IRMÃO SOL IRMÃ LUA - Brother sun, sister moon [Franco Zeffirelli] 1972 ITA/UK

Conta a história de São Francisco de Assis e tem como coadjuvante Santa Clara.

O filme possui uma direção de arte premiada e ilustra bem como seria um vilarejo do séc XIII. Destaque para a cena da construção da Igreja na neve e para a antológica cena do encontro de Francisco na ruína com a Cruz de São Damião.

Independente da arquitetura sacra este filme é uma belíssimo filme biográfico, que trata da humildade e respeito pela natureza e deixa de lado a mitologia Franciscana.


São Francisco recebe os estigmas de Cristo | El Greco 1541-1614

























_____________________________________________

O NOME DA ROSA - The name of the rose [Jean-Jacques Annaud] 1986 ALE/FRA/ITA

Como obra cinematográfica considero este o melhor desta lista.

Baseado na obra prima de Humberto Eco, mistura ficção com personagens históricos. O que se destaca neste filme são as locações e a ambientação bastante crua de como seria uma abadia do século XIV, suas bibliotecas, scriptorium, etc.

Filmado na Fortaleza de Rocca Calascio [Abruzzo Italia].

























 _____________________________________________

ANDREI RUBLEV - Andrey Rublyov Андрей Рублёв [Andrei TArkovsky] 1966 URSS

Conta a história do iconógrafo Andrei Rublev, a fotografia e a direção de arte ilustram de forma crua o início do século XV.































_____________________________________________

LUTHERO - Luther [Eric Till] 2003 ALE

Vale a pena assistir pela ambientação do filme mostrando a tensão da reforma protestante. Por se tratar de uma biografia, ele passa pela premissa do embasamento histórico, porém o filme é engajado em criar uma imagem um pouco mais heroica, manipulando fatos históricos.

Personagens dentro da Igreja Católica como cardeais e o Papa Leão X foram criados sem referência histórica, como personagens antagonistas a Luthero.

Luthero no filme defende o enterro de suicidas ao contrário da realidade. Questões políticas como o suborno ao príncipe Frederico foi inventado e não trata de temas espinhosos como o antissemitismo do protagonista.



























_____________________________________________

O MONGE - Le Moine [Dominik Moll] 2012 FRA/ESP

A historia se passa na Espanha no século XVII. A arquitetura gótica e românica em que a história se desenvolve dão o tom do filme.
























_____________________________________________

THÉRÈSE [Alain Cavalier] 1986 FRA

Ao contrário das outras biografias de Santa Teresa de Lisieux [Santa Teresinha do Menino Jesus da Sagrada Face] que focam na história linear de sua vida, este filme foca no dia a dia do Mosteiro Carmelo de Lisieux.

O silêncio e os planos lentos geram uma imersão na vida monástica de forma não romantizada.

























_____________________________________________

AUTO DA COMPADECIDA [Guel Arraes] 2000 BRA

Baseado na peça teatral de Ariano Suassuna, a história trata: de Cristo, Nossa Senhora, Satanás, inferno, céu, cangaço e coronelismo.

Apesar de seguir o estilo folclórico do sertão nordestino, as relações de uma paróquia entre leigos, clero e crendices populares são facilmente identificáveis no dia a dia de grande parte das comunidades Católicas. Se trata de uma comédia, logo obviamente o tom destas relações é caricato.

A Igreja NS da Conceição em Cabaceiras PB utilizada como locação tem um desenho padrão, encontrado em muitas cidades Brasileiras.


























_____________________________________________

DÚVIDA - Doubt [John Patrick Shanley] 2008 EUA

 As locações do colégio, igreja e áreas administrativas são similares as paróquias de grandes centros aqui no Brasil.

O enredo do filme trata do contraste entre progressismo e conservadorismo dentro da Igreja Católica e que apesar de se passar em 1964 é um tema que está no dia a dia das paróquias nos tempos atuais.


_____________________________________________

ANJOS E DEMÔNIOS - Angels & Demons [Ron Howard] 2009 EUA

O simbologista Harvard Langdon é um personagem fictício de uma séria de livros de Dan Brown, o autor cria um romance policial utilizando elementos históricos de forma livre. A obra causou polêmica pela interpretação histórica, obviamente sem vínculo com a realidade.

O filme em si não é exatamente recomendável mas ele trata com uma fotografia belíssima a arquitetura como protagonista.